sábado, 5 de março de 2011

Cabeça de nego (Jonatas Campelo e Jr Borges)

Me trouxeram pala minha força
Ignoravam tais
Que minha mente pensava
Fiz de uma dança arma
E me pus a lutar

Sou cabeça de nego
Liberdade é o meu desejo
Não vou descansar
Enquanto vida tiver irei batalhar

Sou cabeça de nego invado o mundo
Eu chuto profundo
E te faço chorar

Te chamo pr´a mão
você não vem não
Pois és covardão

Sou cabeça de nego
Não corro do trato
Se te pego te mato
Sem dó nem afago.

Um comentário:

  1. Um poema lindo e forte como devemos ser! Parabéns!

    ResponderExcluir

utilize a sua inteligencia...