quarta-feira, 23 de março de 2011

Céu cinza (Henrique Moore)

O céu é tão grande e ate ele chora
Nos dias cinza e vazios, frios
Eu sinto como se o céu estivesse triste
Entre trovoadas ele grita de dor, será amor?
Entre raios ele descarrega sua raiva, não correspondido?
A tristeza e solidão não perdoam nem o céu
Nos dias azuis é a trégua do céu, ele fecha os olhos
À noite quando a lua ilumina o mar, o céu parece se apaixonar
Lua, Mar e céu, criam uma paisagem, os homens a observam
Sem saber o porquê de tanta beleza
É pro céu não chorar, é irônico
Ate quando o céu chora sua cor cinza, sua beleza é admirável
Mesmo o céu triste, com um café, ele fica lindo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

utilize a sua inteligencia...