segunda-feira, 2 de maio de 2011

Débora Adão

"De tanto observar... de tanto me procurar...
Descobri que eu não estava presente em quase nada.
Na escola eu não me parecia com ninguém
No ballet não havia outra igual...
Nas lojas de produtos de beleza
Beleza?
Que beleza?
Não tinha nada pra mim
Quem sou eu?
Afinal aonde eu estou?
Eu sou Debora Adão, também Maria como muitas outras são e estão
Eu estou aqui nessas imagens, nessas releituras pintadas com a minha cor natural
Não sou marrom, não sou chocolate, sou negra de verdade
A minha cor?
Para tela, bolsas e camisetas?
são diferentes daquelas meias chamadas cor da pele...
Cor da pele de quem?
Das mulheres brancas, né? Só se for!!!
A minha pele... retratada com toda originalidade, sem medo e sem vergonha de transmitir a minha raiz.
Essa sou eu é assim que eu sou".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

utilize a sua inteligencia...