terça-feira, 19 de julho de 2011

Fará sol hoje?

Ainda é preciso luta; essa constatação reside no fato de que ainda há muita gente argumentando em prol de um mito da democracia social e racial no Brasil. Argumentos estes que, certamente, residem em país de conto de ninfas e fadas, fantástico, róseo. Mas os fatos gritam mesmo para as pessoas e seus ouvidos na sala de jantar, 'tão ocupadas em nascer e morrer'. Os fatos recaem sobre nossos colos, sujando-nos de lixo em pleno almoço, revelando hipocrisias sem bater à porta e sem serem solicitados, mesmo pelos enviesados noticiários. É o tapa na cara cotidiano que, temo eu, já tenha a população se habituado. Depois da notícia vem a previsão do tempo e, por consequência, estão os fatos de outrora novamente mergulhados num mar de esquecimento e nós, torporificados.

O que venho chamar a atenção é para os acontecimentos que surgem/ ressurgem em 2011. Vou destacar três apenas.

1) Juan, menino negro de 11 anos e morador da periferia de Nova Iguaçu (Rio), ao voltar da escola, é brutalmente assassinado por PM's. Seu irmão de 14 anos, que o acompanhava, consegue fugir e se esconder. A polícia desaparece com o corpo, que só é encontrado 18 Km distante do lugar em que foi visto pela última vez. Para proteger a corporação e atrapalhar as investigações, perita registra que se tratava do corpo de uma menina, e não de um menino. A 'operação policial' foi realizada com sete policiais, estando dez investigados. Após ouvir testemunhas, jornalistas divulgam que uma moradora da localidade viu toda a barbárie: relata que após matar o menino, os policiais esconderam o corpo debaixo de um sofá abandonado; trinta minutos depois, retornam e jogam o menino na viatura, que é dado por desaparecido. O eufemismo no discurso da Corregedoria: os policiais cometeram um 'erro', e assim que encontrados os culpados, serão punidos... O caso cai no esquecimento logo após iniciar a previsão do tempo. Fará ou não fará sol hoje?

2) Brasileira eleita Miss Itália (Silvia Novaes, 24 anos), concurso destinado a descendentes de italianos, é vitima de racismo por vários italianos em site da internet. Suspeita-se que o portal sirva como foco de neonazistas. Consciente etnicamente, Silvia prestará queixa por injúria racial.

3) Em São João da Boa Vista, no interior de São Paulo, pai e filho são vitimas de agressão por um grupo de jovens porque o pai estava, no meio de uma festa agropecuária, abraçando o próprio filho. Um casal se aproxima e os interroga se são um casal gay, além de exigir que se beijem porque 'agora estava tudo liberado'. Eles respondem que não; ainda assim, momentos depois, os agressores retornam e arrancam com uma faca a orelha do pai desmaiado.

Alguns, ao ler esse texto (que certamente retrata apenas três casos de intolerância, três que os noticiários nos informam apenas), perguntarão como pode alguém, ainda hoje, acreditar no mito da democracia social e racial. O hiato, meus caros, é muito maior, porque a maioria está se perguntando agora mesmo, muito seriamente, se irá ou não fazer sol hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

utilize a sua inteligencia...