domingo, 7 de agosto de 2011

Silêncio oculto


O silêncio ecoa na solidão
O dia não passa, e a noite demora de chegar
Sinto-me perdida
Não posso te encontrar
Pois o silêncio não deixa,
Você se expressar
Será que um dia, esse silêncio,
De você vai se afastar             
E finalmente um sussurro eu hei de escutar
Fico ansiosa ao te ver passar
Meu coração treme ao te falar
Nem meu silêncio pode disfarçar
Essa atração ao te olhar
Mas decidir não vou mais implorar
Por um amor
Que não vou encontrar
Fica tranqüilo, pois vou te deixar
A insistência, não vai te incomodar
Vou partir e não vou voltar
Segue feliz e me deixar chorar
A ilusão que foi te gostar
Perca de tempo, foi te encontrar
Agora sei o meu lugar
Guardo lembranças,
Dessa falsa alegria
Sigo em frente sem ousadia
A esperança me fortaleçe a cada dia
De crescer como criança
Sem maldade e tonteria. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

utilize a sua inteligencia...