quarta-feira, 3 de agosto de 2011

XI CONLAB - EM SALVADOR

CCinco conferencistas de renove internacional, especialistas de várias partes do mundo em 23 mesas coordenadas, 248 trabalhos apresentados por acadêmicos em grupos de trabalho, lançamento de livros e uma rica programação cultural, com shows de Lazzo, trio nordestino, Aderbal Duarte e Mario Ulloa. Tudo isso acontece nos dias 07, 08, 09 e 10  de agosto, durante o XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, que será realizado pela primeira vez em Salvador, na Reitoria da Universidade Federal da Bahia e nas unidades do Campus Ondina da UFBA (PAFs I e II).

Organizado por um comitê composto por pesquisadores de todas as universidades públicas da Bahia, com a coordenação do Centro de Estudos Afro-Orientais (CEAO) da Universidade Federal da Bahia, o XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais tem como tema central as "Diversidades e (Des)Igualdades", que serão discutidas a partir de 11 eixos temáticos, durante as mesas coordenadas.

Conferências

 

As conferências do XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, que acontece a cada dois anos em um país de língua portuguesa – o anterior foi realizado na Universidade do Minho, em Braga, Portugal - são destaque na programação. Na abertura, no dia 07.08, às 18h, no Salão Nobre da Reitoria da UFBA o professor baiano Paulo Farias, que leciona na Universidade de Birmingham, no Reino Unido, onde é também pesquisador do Centro de Estudos da África Ocidental ministrará a conferência Longe das Guerras Santas: Histórias de Cooperação entre Muçulmanos e ‘Infiéis' na África Ocidental".Contemporâneo de Milton Santos, Paulo Farias dedica-se há mais de trinta anos a decifrar os grandes enigmas das terras africanas.

No dia seguinte, 08.08, às 18h, no Auditório do Instituto de Letras – Lab Imagem, as “Relações Sul-Sul”, ou seja, entre nações situadas abaixo da Linha do Equador, serão desvendadas pelos senegalense Ebrima Sall, secretário executivo do CODESRIA - Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais em África, uma ONG pan-africana com sede em Dacar . No mesmo dia, só que às 19h30 e no Salão Nobre da Reitoria da UFBA, o “Envelhecimento Demográfico e Políticas Públicas - Uma Nova Crítica Sociológica da Ideologia do Envelhecimento Ativo” será discutido por Manuel Villaverde, coordenador do Instituto do Envelhecimento da Universidade de Lisboa. Villaverde, como os demais conferencistas é um conceituadíssimo intelectual, que já foi presidente do Conselho Científico do Instituto de Ciências Sociais, diretor da Biblioteca Nacional e vice-reitor da Universidade de Lisboa.

No dia 09.08, às 19h30, mais uma vez no
Salão Nobre da Reitoria da UFBA, o Crescimento Econômico e Desigualdade: As Novidades Pós Consenso de Washington” será debatido por Carlos Lopes,  da Guiné Bissau,
sociólogo, Ph.D. em História pela Universidade de Paris-1 e especialista em desenvolvimento e planejamento estratégico. Carlos Lopes trabalhou na ONU como economista do desenvolvimento e foi designado pelo secretário-geral da entidade, Kofi Annan, como representante do órgão no Brasil, onde acumula também as funções de representante-residente do PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Encerrando quatro dias de trabalhos e trocas intensas, no dia 10.07, o XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais promove, na sala principal do Teatro Castro Alves, a conferência “Um Mar Vivo: Como Jorge é Amado em África”, com o consagrado escritor moçambicano Mia Couto, traduzido em mais de 20 países, que fará uma leitura africana da obra de Jorge Amado, exatamente no dia do seu aniversário, quando o escritor baiano completaria 99 anos.

Programação Completa

A programação completa do XI Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais pode ser acessada no site http://www.xiconlab.eventos.dype.com.br/. Lá há data, temas, participantes, locais e horários das mesas coordenadas, dos GTs, das conferências e da programação cultural. O show de abertura do congresso acontecerá no Salão Nobre da Reitoria da UFBA, com Lazzo. Aderbal Duarte e Mario Ulloa farão um dueto especialíssimo ao violão, tocando bossa nova no dia 09.08, no hall da Biblioteca Central, no Campus de Ondina.  Após conferência de Mia Couto, no Teatro Castro Alves, receberemos os participantes e demais convidados na Praça Pedro Arcanjo (Pelourinho), com show do grupo de samba “Chita Fina”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

utilize a sua inteligencia...