quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Privatização, não!


Elevador Lacerda
("Elevador Empresarial" seria um bom nome
caso fosse privatizado)



Eu amo minha cidade e me orgulho dela ser tão linda. Entre os pontos turísticos mais bonitos e conhecidos de Salvador está o Elevador Lacerda, com seus 138 anos de idade. Com sua presença imponente na praça Visconde de Cayru, ele faz a ligação entre a Cidade Alta e a Cidade Baixa da capital baiana transportando, em média, 900 mil passageiros por mês, num percurso de trinta segundos de duração. Além de bonita, é uma obra extremamente útil para a população soteropolitana (muitos dizem até que foi por ele que o Vitória caiu pra segunda divisão), que paga uma tarifa de 0,15 centavos para utilizá-lo.
Ultimamente, os problemas do Elevador Lacerda estão tão grandes quanto ele. Alguns dos elevadores quebram freqüentemente e, atualmente, dois estão sem funcionar. É difícil entender o porque que esses problemas estão acontecendo. Por pagarmos nossos inúmeros impostos e ainda a tarifa do elevador, dinheiro para resolver esses problemas não devem estar faltando. Se considerarmos que são transportados 900 mil passageiros por mês a 15 centavos, o Lacerda deve estar faturando cerca de 135 mil reais mensais que deveriam ser voltados para manter esse nosso patrimônio. Por isso, falta de manutenção seria imperdoável, já que trata-se de um dos pontos turísticos mais famosos da cidade, além de ser muito utilizado pela população.
Descer a Ladeira da Montanha é mais rápido!
Se a manutenção não está acontecendo, para onde está indo esse dinheiro? (Só estou perguntando, não estou chamando ninguém de ladrão. Não é meu costume ser tão sincero nas postagens)
Qual é a solução para os problemas do Elevador Lacerda? PRIVATIZAÇÃO!!
A prefeitura só pode estar de brincadeira. Já rola na internet uma conversa de uma manifestação perto do elevador, talvez na Praça Visconde de Cayrú ou na Praça Municipal, no centro de Salvador.
Parece que toda essa comoção popular deu resultado. A prefeitura voltou atrás e não vai mais privatizar o Lacerda. Quanto a Estação da Lapa e os Planos Inclinados da Liberdade e Pilar não tiveram suas privatizações suspensas. Diz a prefeitura que ainda é um caso a se estudar.
O serviço dos Ferry Boats foram privatizados e podemos ver que maravilha de trabalho a TWB está fazendo. Todos nós fazemos a travessia Salvador-Itaparica no maior conforto de Ferry Boats novíssimos, bem cuidados, sem filas enormes de carros que as vezes saem de São Joaquim e chegam a ultrapassar o Largo de Roma, sem demorar uma hora inteira para a saída do próximo Ferry Boat, sem tumulto ou agonia. Sei que tudo que eu disse sobre o serviço da TWB é contrário ao que prestado na realidade... É que eu estou tentando ser otimista.
Pintaram de amarelo pra combinar com o aroma
Quando eu vou na parte subterrânea da Estação da Lapa, eu me sinto como se tivesse entrado numa câmara de ácido úrico. Se você nunca foi e quer saber como é, passe pimenta no nariz. Você não sente o "perfume" da Lapa mas vai arder igualzinho.
Quando a escada rolante quebrou,
mandaram ela descer e subir andando.





A Estação da Lapa é a maior estação de transbordo da Bahia. Além das inúmeras linhas de ônibus para todos os cantos da cidade, ela também presta um grande serviço de saúde aos idosos que melhoram a circulação sanguínea subindo todas aqueles degraus, já que quase todas as escadas rolantes estão quebradas.
Todo mundo subindo a escadaria.
Idosos e crianças primeiro!
Talvez uma privatização seja a solução para melhoria dos serviços. Mas acredito que nossos impostos são suficientes para custear a manutenção da estação. Salvador está mal. As eleições estão chegando aí. É a chance de melhorarmos a nossa situação.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

utilize a sua inteligencia...