sexta-feira, 11 de novembro de 2011


As rosas mais negras dessa estação
Foram plantadas a mais de 500 anos

Ventres condenados foram deixados
Nesse país em colonização
Coroas deixadas em outras terras
Fizeram reis servirem a ladrões

Filhos da terra mãe gentil
Filhos do sol sendo catequizados por assassinos
Peitos pintados sendo cobertos,
Como se panos cobrissem todas as vergonhas dessa terra

Estava sendo criada uma nova raça
A raça dos condenados, dos deixados, dos humilhados
Não somos humanos, não somos criaturas, não somos nem mesmo bichos


Somos sobreviventes?

Somos artigos de arte no carnaval
Somos mão de obra barata
Somos os culpados por todos os crimes
Nessa trágica convivência social

Em terras de caciques assassinados, negros escravizados
Ou embranquecemos ou seremos torturados...

Somos apenas frutos dos ventres condenados
Larissa Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário

utilize a sua inteligencia...